Após reiteradas comunicações para a Administração Superior sobre os riscos da manutenção do expediente interno para as Servidoras e Servidores da Defensoria Pública do RS, o Sindpers encaminhou manifestação formal para a Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa e para o Conselho Estadual de Direitos Humanos.

Desde o início da crise do Novo Coronavírus, a direção do Sindpers vêm alertando e solicitando que a Administração Superior da Defensoria Pública reveja a previsão de expediente interno e adote o mesmo posicionamento que o Tribunal de Justiça, o Ministério Público e outros para a manutenção do Serviço Público. Foram reiterados pedidos sem sequer obter resposta. “A avaliação da Direção do Sindicato é que tal posicionamento reflete absoluto descaso com a categoria, uma vez que não há sequer explicação para a manutenção do atual regime de trabalho. As próximas semanas trarão o pico de infecção pelo Novo Coronavírus e a DPE/RS insiste em manter fora de casa servidoras e servidores”, declarou Thomas Vieira, Coordenador-Geral do sindicato.

Novas ações serão tomadas até que a Administração Superior apresente ao menos uma resposta convincente para a entidade.