Nos dias 6 e 7 de dezembro, no Rio de Janeiro, ocorreu a premiação do Concurso Nacional de Práticas Exitosas de Atuação Estratégica na Área da Saúde Mental, que teve como vencedor o trabalho realizado pelas servidoras da DPE/RS, a psicóloga Cristina Schwarz e a assistente social Thaís Dalla Rosa, além dos defensores Marta Beatriz Tedesco Zanchi e Marcelo Dadalt.  O trabalho vencedor teve como objeto o “Registro civil de pessoas em sofrimento psíquico e situação de rua: uma experiência interdisciplinar”. O tema aborda uma situação comum ao olhar “cego” dos moradores das grandes cidades, mostrando o sofrimento psíquico grave de pessoas que acessam a Unidade Central de Atendimento e Ajuizamento, muitas vezes, com o auxílio de atores da rede de políticas públicas.

O concurso, que integrou o 1º Seminário Nacional de Defensores(as) Públicos(as) e Equipes Técnicas em Atuação na Área da Saúde Mental, promovido pela Defensoria Pública do RJ,  premiou os cases articulados em três eixos:  “pessoas em situação de rua”; “pessoas privadas de liberdade em unidades do sistema prisional”; e “pessoas em situação de internação psiquiátrica de longa duração”.

Para a psicóloga Cristina, a premiação “materializa o reconhecimento da importância da ampliação do trabalho interdisciplinar e da transversalização da perspectiva dos direitos humanos na atuação dos diferentes profissionais da nossa instituição e da rede de políticas públicas”. Segundo ela, muitas vezes o atendimento jurídico precisa se unir com outros saberes e outras práticas que fomentem o acesso a recursos que podem contribuir para a transformação da condição de exclusão social de pessoas nestas situações.

Para Thais, “receber esse reconhecimento afirma a posição de considerar a importância da atuação psicossocial, da articulação com a rede e da interdisciplinariedade, sobretudo porque o resultado do trabalho é o acesso à cidadania por pessoas em grave sofrimento psíquico, através da obtenção do registro civil.”

Na sexta-feira, a psicóloga Cristina também representou o conjunto de autoras/es do trabalho apresentado em uma mesa temática sobre saúde mental e população em situação de rua, mediada por Vânia Rosa, uma liderança do Movimento Nacional da População de Rua (MNPR). No evento, cada prática vencedora teve sua própria mesa temática.

O 1º Seminário Nacional de Defensores(as) Públicos(as) e Equipes Técnicas em Atuação na Área da Saúde Mental teve o apoio da Comissão da Pessoa com Deficiência da Associação Nacional de Defensores Públicos (Anadep), da Associação dos Defensores Públicos do Rio de Janeiro (ADPERJ), do Centro de Estudos Jurídicos (Cejur) e da Fundação Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (Fesudeperj).

GE7 Comunicação Ltda