Na manhã desta terça-feira (19), o coordenador-geral do Sindpers, Thomas Nicolas Vieira, esteve na Assembleia Legislativa para acompanhar o andamento dos projetos de reposição dos vencimentos dos servidores da Defensoria Pública, do Tribunal de Contas, do judiciário, e da Procuradoria-Geral de Justiça. Apesar da pressão das categorias, não houve acordo na reunião de líderes para a inclusão dos projetos na Ordem do Dia. MDB, PP e PSB posicionaram-se contra o acordo.

O coordenador-geral do Sindpers permaneceu na Assembleia durante a tarde para a sessão plenária, para acompanhar a votação do PL 122/17, que constava na Ordem do Dia e cria cargos efetivos no Quadro dos Serviços Auxiliares da Defensoria Pública. Na oportunidade, o líder do PDT, deputado Gilmar Sossella, assinou um requerimento das categorias para que os projetos de reposição sejam publicados no Diário da Assembleia e possam constar na Ordem do Dia. Com isso, esse requerimento passou a contar com assinatura de líderes que representam 33 deputados, sendo necessária a representação de 37. As categorias também buscaram apoio com o presidente do PP, Celso Bernardi.

Em função da queda do quórum na sessão ordinária, em razão de um projeto em prejuízo do CPERS, o PL 122/17 não foi votado.

Fotos: Vinicius Spengler