Infelizmente o Assédio Moral é uma prática recorrente nas relações de trabalho no Brasil. Lamentavelmente há casos em que o desfecho dessa situação acaba sendo trágico, como aconteceu nesse. Vivenciando ou presenciando situações vexatórias, discriminatórias, ainda que de maneira esporádica, denuncie. Traga ao SINDPERS. O Sindicato dos Servidores da Defensoria Pública do RS, sua Diretoria Executiva, as servidoras e os servidores da Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul se solidarizam, nesse momento de profunda dor, aos familiares de Silmar Adriano Geremia e ao SIMPE/SC.

SILMAR, PRESENTE!

NOTA DE PESAR – SILMAR, PRESENTE!

O Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Estado de Santa Catarina (SIMPE-SC) vem manifestar seu profundo pesar com a perda do colega SILMAR ADRIANO GEREMIA, Técnico em Informática na Comarca de Chapecó, o qual nos deixou hoje de forma abrupta, vitimado pela insensibilidade que estamos vendo crescer em relação aos servidores nos Ministérios Públicos e em outros órgãos que hoje se pautam por números e metas e esquecem que, por trás de cada mesa, de cada computador, há um ser humano.

Queremos externar nossa solidariedade a sua esposa e filha, aos demais familiares, amigos e colegas de trabalho deste companheiro, e reafirmar que o Sindicato sempre esteve e continuará à disposição de auxiliar no que for necessário e possível para continuar a luta que Silmar vinha travando para buscar desconstruir sua culpa em um Processo Administrativo no mínimo questionável, que, segundo ele, aprofundou-se devido ao forte assédio que vinha sofrendo ao longo deste processo, o qual levou nosso colega a tirar sua própria vida.

O servidor é do ponto de vista hierárquico, a parte mais fraca e, por isso mesmo, fica muitas vezes à mercê do autoritarismo e da prepotência que, não raro, levam o trabalhador ao adoecimento e à depressão. Não por acaso crescem os números de casos de assédio moral e afastamento por problemas psicológicos e psiquiátricos dentro do MP Brasileiro.

Lamentamos a perda do nosso colega, que há mais de 12 anos ingressou no MPSC, possivelmente com a expectativa de encontrar nesta instituição as condições para uma vida melhor e mais plena de dignidade. Independentemente dos atos a ele atribuídos neste PAD, repudiamos veementemente todas as posturas e ações de perseguição que apenas destroem sonhos e levam ao desespero.

Não podemos aceitar que servidores paguem com sua vida a conta do autoritarismo e da intolerância. Estamos atentos aos excessos cometidos e os denunciaremos onde for necessário. O Ministério Público, em todo o país, está sendo conhecido por tratar as políticas internas com dois pesos e duas medidas no que tange a membros e servidores, embora muitas vezes, quando é conveniente, lembrem que “todos somos servidores”.

Basta de perseguições!

Basta de assédio moral!

Basta de assédio sexual.

Basta de sofrimento!

Por Silmar e por todos os servidores que adoecem e se desesperam, lutaremos!

Silmar, Presente!

 

AGO/2017

  • Claiton Santos

    Boa tarde. Meu nome é Claiton Santos. Estou na direção do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras dos Correios de Santa Catarina.
    Conheci o Silmar Geremia através do podcast que ele protagonizou por tantos anos.

    É lastimável que ele tenha sido vítima desse sistema capitalista que explora e oprime os trabalhadores e as trabalhadoras.

    Estamos à disposição do sindicato e da categoria para o que for preciso nessa luta contra qualquer forma de opressão.

    Basta de perseguições!

    Basta de assédio moral!

    Basta de assédio sexual.

    Basta de sofrimento!

    Por Silmar e por todos os servidores que adoecem e se desesperam, lutaremos!

    Silmar, Presente!

    Silmar, Presente!

    Silmar, Presente!

  • Cléber

    O que aconteceu com o Silmar, que tipo de perseguição ele vinha sofrendo?

  • Marcos André

    Sem chão, ao ouvir a noticia nem consegui mais terminar o cast q estava ouvindo. Pessoas como o Silmar, tornam nosso mundo um lugar melhor de se viver, pessoas como o Silmar nos encorajam e nos mostram que é possível fazer qualquer coisa que quisermos fazer. Por tudo que ele fez na podosfera, não da nem p imaginar que ele passava por problemas assim. Se cada um fizesse um pouquinho do que esse super herói fez, não só a ciência, mas a vida seria muito mais divertida. Nos encontramos na poeira estelar meu amigo!